quarta-feira, 5 de maio de 2010

Baby você não sabe mais a solidão machuca



Você não sabe baby, mais a solidão machuca, e aqui, debaixo desses pingos gélidos de chuva
Eu sinto o tempo passar eu sinto como se eu estivesse vivendo meus últimos momentos
Você não sabe por que nunca ficou só de verdade
Mais a verdade e que a dor é imensa, maior que a própria solidão
Eu sei por que a solidão machuca assim, eu sei por que eu sinto a sua falta
Eu sinto como se estivesse deixando de existir como se estivesse ficando louco
Eu ouço a musica olho para á silenciosa chuva que cai
Ninguém esta ali, você não está aqui baby você nunca esteve aqui
Entre os queres de uma vida amarga no infinito esforço da recompensa não tida
Eu vejo, eu posso esta em cada olhar de desespero, dessa noite solitária
Você não sabe mais a solidão machuca você não sabe por que nunca esteve só de verdade
Mais um dia baby quando você olhar para trás você vera que eu já não estou mais aqui
Você vera que já é tarde demais para pedir perdão, você deveria ter ficado
Mais você escolher parti, me deixar só, hoje eu preciso de você
Mais baby você não esta aqui você nunca esteve aqui
Entre as promessas, muitos sonhos, muitos planos, você não sebe mais a solidão machuca
Hoje eu preciso de você, de espero silencioso como a chuva
Mais você não esta aqui baby você nunca esteve aqui eu estou morrendo
Desmanchando-me em lagrimas, lagrimas cheias de dor
Eu disse que onde houvesse amor eu estaria lá, e sempre estive mais você não,
Você nunca esteve lá, nunca, mais um dia quando você olhar para trás vera que eu já não estou mais aqui
Baby, você não sabe, mais a solidão machuca
Não sabe por que nuca ficou só de verdade

Leandro Goulartt

Barão Vermelho- Baby Suporte
"Oh, baby, não chore. Foi apenas um corte. A vida é bem mais perigosa do que a morte.
 Suporte, oh, baby, suporte!"

terça-feira, 4 de maio de 2010

"Estranho"...Lutt

Eu vi, passou pelo o céu feito cometa
Estranhas cores de fogo
Estonteante...
Veio caindo, caindo, caindo e caiu aqui
Perto de mim...
Era algo sem tamanho sem medida sem forma
Estranho...


Não era avião não era estrela nem era um anjo
Era estranho...
Fiquei assim, perplexo
Seria até sensato da minha parte dizer que estava louco
Mais eu não estava louco, estava perplexo


E ali estava, aquilo, “estranho”
Que veio de um lugar tão vasto como o meu espanto
Poderia levá-lo comigo se ele coubesse em meu bolso em meu sonho
Mais era grande demais para o bolso

E pequeno demais para o sonho


Ou, eu poderia ficar ali só vigiando sua transformação
Na esperança de qualquer comunicação
Mais a vida e curta demais para esperar
E a mente parecia querer levá-lo embora


Então eu resolvi deixá-lo ali... Fora de mim e do sonho
Resolvi ir embora... Estranho...
Leandro Goulartt

Não me pergunte se isso tem cabimento... se tivesse, caberia em algum lugar, e eu então guardaria essa loucura... (Andréa Muniz)

segunda-feira, 3 de maio de 2010

Selo


Recebi o primeiro PRÊMIO DARDOS
E quem me mandou foi  a Bahh Grou do
Quem conta seus males espanta

http://contaespanta.blogspot.com/

Prêmio dardos: Com o Prêmio Dardos se reconhece os valores que cada blogueiro mostra cada dia em seu empenho por transmitir valores culturais, éticos, literários, pessoais etc., que, em suma, demonstram sua criatividade através do pensamento vivo que está e permanece intacto entre suas letras, entre suas palavras.E tem três regras.
Aqui vão as regras:
- Exibir a imagem do selo no blog.
- Exibir o link do blog que você recebeu a indicação.
- Escolher 10, 15 ou 30 blogs para dar indicação, e avisá-los.

  1. http://apimentario.blogspot.com/
  2. http://garfosemdentes.blogspot.com/
  3. http://barcaf.blogspot.com/
  4. http://amigosletras.blogspot.com/
  5. http://opapelacobreado.blogspot.com/
  6. http://dhivinayandha.blogspot.com/
  7. http://umanovelaimaginaria.blogspot.com/
  8. http://sinapsesdesgovernadas.blogspot.com/
  9. http://segredosinventados.blogspot.com/
  10. http://angeliquedevries.blogspot.com/

Eperem que Gostem Pessoal
EGP...
Leandro Goulartt